Os perigos da exposição solar

Tempo de leitura: 2 minutos

O verão está no ponto mais alto, as temperaturas sempre acima dos 38º e muita gente gosta desse clima de puro sol. Porém uma dúvida paira no ar, quando o assunto são dias quentes: Você se protege contra a exposição solar?

Expor-se ao sol, para ficar bronzeado é algo feito frequentemente pelos brasileiros. Seja na praia, em casa ou na piscina, você deve ter em mente a importância de se proteger ao pegar sol, a fim de evitar o surgimento de doenças, principalmente o câncer de pele, a mais perigosa e silenciosa das do tipo.

Um pequeno sinal, em alguma parte do corpo, deve ser acompanhado, percebendo se o mesmo mudou de cor, se aumentou de tamanho, por exemplo, afinal, essa doença é silenciosa. Você não sente dores e ela não tem sintomas. Por isso, o autoexame é de suma importância. Com ele, você pode identificar pintas, feridas que não cicatrizam e assim, informar seu médico a respeito delas e o mais rápido possível, fazer os exames indicados para confirmar a presença da mesma. O melanoma é o tipo mais agressivo de câncer de pele, podendo ser letal. Sendo identificado o quanto antes, aumentam-se as chances de cura através do tratamento e da cirurgia para retirada do mesmo, porém, não é raro que o mesmo seja descoberto quando em estado avançado, afinal o sintoma principal se dá em decorrência do surgimento de manchas ou pintas na pele, confundindo assim o paciente que acredita não ser nada de mais.
Além deste tipo, existem mais dois, o Carcinoma basocelular, menos agressivo dentre os três, que se apresenta através de feridas ou nódulos de evolução lenta. Já o Carcinoma espinocelular, também surge através de feridas ou cicatrizes, porém este tem uma evolução mais rápida em comparação ao basocelular. Este pode espalhar-se pelos órgãos, tornando-o assim mais perigoso.

É de suma importância cuidar de sua pele a fim de proteger-se. Usar diariamente o protetor solar indicado para seu tipo de pele, não expor-se ao sol por longos períodos de tempo, principalmente nos horários de pico. Abusar de acessórios como chapéus, óculos de sol também é muito recomendado. Além disso, você deve manter uma alimentação saudável, beber bastante água e fazer exercícios. Mas, principalmente, não esqueça de procurar um médico ao notar manchas irregulares, com constante crescimento e que mudam de cor ou machucados que não param de sangrar. Seu médico prescreverá os exames necessários e caso seja confirmada a doença, não desanime. Faça seu tratamento e mantenha a confiança, pois há chances de cura!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *