Os perigos causados pela exposição excessiva ao sol e maneiras para se proteger durante os dias ensolarados

Tempo de leitura: 2 minutos

Com o clima tipicamente tropical, o Brasil apresenta, em sua maioria, dias ensolarados onde fica-se facilmente exposto. Isso muitas vezes acaba por representar um perigo à saúde das pessoas, uma vez que, muitos não se protegem devidamente, esquecendo o protetor solar e até mesmo ultrapassam os limites quanto ao tempo de exposição ao sol.

A maioria dos brasileiros gosta de praia, de estar bronzeado. Entre as mulheres é extremamente comum ficar por horas a fio sob a luz do sol, para fazer a famosa “marquinha do biquíni” e, por vezes se vê, seja na praia, na piscina ou até mesmo em casa, mulheres de todas as idades tomando sol sem ao menos usar um protetor solar indicado para seu tipo de pele. Essa atitude pode, infelizmente, aumentar as chances de se desenvolver doenças sérias como câncer de pele, principalmente entre pessoas de pele bem clara, onde a presença de melanina é menor. Porém, isso não determina que pessoas negras não devam usar o filtro solar. Todos devem!

Ao permanecer sob o sol durante muito tempo, você pode acabar se queimando gravemente!

Devido a exposição solar em horários de alta radiação, a pele pode acabar sofrendo queimaduras severas, principalmente em peles muito claras e crianças. Por conta disso, o mais indicado é você evitar se expor ao sol entre os horários de 10h da manhã e 16h da tarde e, caso não possa, use e abuse do protetor solar e de roupas com proteção UV.

A pele e os olhos também sofrem com a exposição em excesso.

Também é importante lembrar que sol em excesso causa envelhecimento precoce da pele, culminando no surgimento de rugas, manchas e outros sinais de fotoenvelhecimento. Além disso, outro motivo para você evitar ficar muito tempo sob o sol é a sua visão. A luminosidade solar pode causar catarata, câncer de pele nas pálpebras e queimaduras nas córneas. Logo, novamente se destaca a necessidade e a importância do uso de filtro solar com absorção de raios UVA/UVB e acessórios como bonés, e óculos – lembre-se de comparecer e solicitar ao seu oftalmologista a receita para comprar os mesmos.

A acne é outro problema causado pelo sol. Pessoas com a pele oleosa e adolescentes, onde a tendência de desenvolver o problema é maior, sofre com as irritações na pele devido ao aumento da produção de sebo. Isso, se unindo a sudorese que ocorre devido ao calor e em ambientes próprios para o surgimento de bactérias são o quadro perfeito para a produção da acne. Você deve dar preferência a utilização de produtos oil-free se deseja não correr este risco.

Melasmas, alergia ao sol e queratose, são outros riscos que se correm ao encarar o sol por muito tempo, sem a devida proteção. Por isso, cuide corretamente de sua pele, ingerindo bastante líquido ao longo do dia, usando e abusando de protetores, hidratantes e filtro solares, para manter-se protegida não somente durante o dia, mas também durante à noite.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *