Setembro Amarelo: ofereça ajuda e salve vidas!

Tempo de leitura: 1 minuto

A cada 40 segundos, uma pessoa morre em função do suicídio. Outro dado dá conta de que nove em cada dez mortes em decorrência disso podem ser evitadas. As informações são da Organização Mundial da Saúde (OMS) e reforçam a importância de movimentos em torno do assunto. Pensando nisso, foi criada em 2015 a campanha Setembro Amarelo. A escolha do mês tem relação com o Dia Mundial da Prevenção do Suicídio, celebrado anualmente em 10 de Setembro.

Geralmente associada à depressão, a ideação suicida costuma dar sinais. Segundo especialistas, certos tipos de comportamento podem revelar sofrimento profundo e pensamentos de morte, passando muitas vezes despercebidos em um primeiro momento. Os mais comuns são o recolhimento e isolamento do indivíduo, além de repetições constantes de frases de caráter negativo. A família e o círculo de amigos desempenham papel fundamental na prevenção ao suicídio, principalmente por meio de palavras. A melhor forma de lidar com quem sofre com ideação suicida é ter bom senso e empatia, buscando sempre ouvir e amparar. Com esse tipo de atitude, você pode ajudar a salvar vidas. Por isso, evite dizer coisas como:

  • “Isso é falta de Deus”;
  • “Seja forte”;
  • “Isso é bobagem”;
  • “Não há motivos para você ficar assim”.

Felizmente, existem diversas iniciativas voltadas para a prevenção do suicídio. Uma delas é o Centro de Valorização da Vida (CVV), que presta apoio emocional atendendo de forma voluntária todas as pessoas que querem conversar por telefone, e-mail, ou chat. Basta discar 188. E você também pode fazer a diferença na vida dessas pessoas! Que tal começar a ouvir com mais atenção o que o outro tem a dizer? Escute as pessoas ao seu redor e acolha quem mais precisa.

Lembre-se: você pode ajudar a salvar vidas o ano inteiro, e não só em setembro!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *